4 de fevereiro de 2015

Semana Sentinela #5

4 de fevereiro de 2015

Semana Sentinela Post #5





No post de hoje vocês verão O mundo e Os personagens de Sentinela.





O mundo
Sentinela se passa em outro universo, chamado Ionessen. Muito tempo atrás, depois da guerra que marcou o início da Primeira Era, os povos formados pelos descendentes de Táiran espalharam suas colônias por todos os planetas habitáveis que encontraram. Um governo central foi criado, e durou por muitos anos, até perceberem que não era algo viável.

Mas os descendentes de Táiran eram conhecidos – e temidos – justamente por causa da sua tecnologia, e das suas estranhas habilidades que mais pareciam magia. E todos este poder logo levou a uma nova guerra, dois dos povos mais poderosos, os airenis e os c’erit, se unindo contra o restante das colônias.

A guerra que se seguiu tomou proporções grandes demais, e a Ordem dos Guardiões foi criada como uma força militar independente, capaz de manter o equilíbrio através de qualquer meio necessário. A Grande Guerra foi encerrada, e a Ordem impôs várias restrições sobre o desenvolvimento tecnológico dos povos de Ionessen.

Muitos anos depois, as cicatrizes desta guerra ainda são visíveis nos povos antigos que se escondem, nas grandes bases militares abandonadas, e no medo que ainda faz parte da vida de muitas pessoas.

Os personagens



Aíla: ela se juntou à Ordem dos Guardiões por ser sua única opção quando seus poderes despertaram. Cresceu em uma fazenda, cercada por histórias dos tempos antigos e da época áurea do seu povo, e sempre foi vista como instável entre os Guardiões, por causa de um incidente quando ainda era uma Aprendiz. Mesmo assim, foi escolhida pelo Arqui-Guardião Aldaron, um dos fundadores da Ordem, e decidiu treinar ainda mais do que o normal, tentando se tornar uma Guardiã perfeita. Tem um passado complicado, e aprendeu da pior forma possível que confiar em quem não deve é a forma mais fácil de perder tudo o que conquistou.


Kai Ithar: ele se tornou o rei dos c’erit em uma época turbulenta, quando o Reino percebeu que estava isolado do restante de Ionessen e seus aliados, os airenis, não eram tão confiáveis assim. Precisou aprender à força que nem sempre as tradições milenares eram o melhor caminho, mesmo que parecessem ser necessárias para a sobrevivência do seu povo. Isso fez com que ele aprendesse a reconhecer exatamente o que quer, e que é melhor agarrar as oportunidades quando elas aparecem, mesmo que não seja o momento ideal, do que deixar a chance passar.












Participem da BookTour e do Evento virtual do livro! Vocês irão amar.




----*Teh----

Nenhum comentário:

Postar um comentário